Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Patuscada

A cozinhar enquanto conto umas histórias e mando umas larachas que não são bem histórias.

Patuscada

A cozinhar enquanto conto umas histórias e mando umas larachas que não são bem histórias.

Quando a morte respira e quando há respeito pelo produto - Parte III

por Renato, em 10.06.17

Então cá estou eu para terminar esta saga. É a terceira e última parte. Eu prometo calar-me para sempre (sobre este assunto!). 

 

iPhone - Foto 2017-06-02 21_15_02.jpeg

“A Matança”, onde há, literalmente, um pombo no prato.

 

Esta última parte serve para reflectir convosco sobre a forma como o preço deste (e outros) restaurantes é sobrevalorizado. Acho que poucos têm noção do valor do produto que é colocado naquele restaurante. Eu não tenho! Falo aqui não só do seu valor monetário mas também da riqueza nutricional e da certeza que o mesmo foi tratado da melhor forma possível antes de chegar à mesa. Já não é a primeira vez que falo sobre isto aqui. Afinal, não somos aquilo que comemos?

 

Com o Ljubomir, para mim, faz mais sentido falar na carne e no peixe como produto em detrimento do resto. Quem já foi ler e ver um pouco sobre a sua vida percebe que a morte, para ele, está no lugar certo. Percebe-se, acima de tudo, que há um interesse óbvio pelas raízes e por todo o processo que o produto passa até integrar a paleta de cores e, por sua vez, pintar o quadro. Vão ouvi-lo falar sobre foie gras se faz favor!

 

iPhone - Foto 2017-06-02 21_38_03.jpeg

“Say cheese!”, com uma selecção de queijos, não só Portugueses, e um excelente crumble

 

Se tivesse de dar-lhe um nome de guerra seria Ljubomir, o enraizado. 

 

A partir do momento em que tenho um prato cujo autor deixa a morte respirar, fico mais descansado. Para tal, eu acredito que contribuiu fortemente a sua viagem de auto-caravana pela Europa e que, curiosamente, também eu o gostava de fazer, exactamente da mesma forma.

 

Quando penso em alimentação equilibrada, penso nisto. Não consigo deixar de comer peixe ou carne mas gostava de fazê-lo apenas quando a qualidade do produto é garantida.

 

Tenho pena de muitas vezes não consegui-lo mas continuo a tentar!

 

iPhone - Foto 2017-06-02 21_55_48.jpeg

Última sobremesa que não fixei o nome (típico!) mas mistura foie gras e cacau… Sim, sim, sim!

 

Hoje, os pratos que deixo aqui estão relacionados com o respeito pelo produto e com a reinvenção dos mesmos através de processos aparentemente simples.

 

Por isto tudo, obrigado.

 

Bom fim-de-semana!

 

www.instagram.com/patuscada_by_renato_reis

www.facebook.com/patuscadablog

www.patuscada.blogs.sapo.pt

 

Qual formalidade, qual quê? 100 Maneiras - Parte II

por Renato, em 06.06.17

Hoje, quero falar-vos sobre o ambiente do 100 Maneiras.

 

Quando entramos naquele espaço na Rua do Teixeira, deparamo-nos com uma banda sonora que inicialmente podemos não estar a encaixar naquele sítio. Cheia de ritmo e força, a verdade é que deixa logo à partida um sinal de descontração para o que virá a seguir. 🤔🤔

 

iPhone - Foto 2017-06-05 23_52_36.png

Fotografia retirada www.zomato.com

 

Depois disto, olhamos em redor e percebemos que é um espaço pequeno, com o número de lugares suficientes para este tipo de experiência mas cheio de pormenores, os suficientes. Um misto de brancura envolvente, das pequenas janelas de madeira, do teto à antiga, dos diferentes rótulos e garrafas de vinho expostos lá em cima, do espelho trabalhado em dourado e da grande fotografia impressa no separador entre a entrada e a sala de jantar. 😲

 

São pormenores suficientes para "encher" uma sala de jantar. Não consigo descrever-vos tudo: têm de lá ir! 👍🏼😁

 

iPhone - Foto 2017-06-02 20_27_27.jpeg

La Tomatina - Broa, creme de queijo e tomate

 

Quem por lá trabalha… Definitivamente, têm de contribuir fortemente para um bom ambiente e estes meninos não foram excepção. Nasciam como cogumelos ao nosso lado e cada vez que eu perguntava, mesmo que para o ar, "o que é isto?" lá aparecia alguém a esclarecer. Excelente. Assunto encerrado. 👌👌👌

 

Assim, tudo se conjuga para assumir um ambiente descontraído e sem grandes formalidades. Acontece ali um tu cá tu lá com os amigos, com os empregados, com a música e com o vinho. 🍷

 

iPhone - Foto 2017-06-02 20_41_25.jpeg

Lucy in the sea with diamonds - Vieiras, uvas e ar de lúcia-lima

 

Acho que o que ajudou mesmo foi aquele vinho branco Quinta do Ameal com aromas frutados e florais, feito com uvas maduras de casta Loureiro… Como é que eu consegui distinguir todas estas particularidades do vinho? Li no rótulo!

 

www.patuscada.blogs.sapo.pt

www.instagram.com/patuscada_by_renato_reis

www.facebook.com/patuscadablog

 

O homem do Pesadelo na Cozinha tem um Sonho de restaurante - Parte I

por Renato, em 04.06.17

iPhone - Foto 2017-06-02 19_59_26.jpeg

 "Estendal do Bairro" - Bacalhau desidratado com molho aioli de coentros e pimentos

 

Eu não quero confundir-vos. Quando ontem escrevi no facebook e no instagram sobre o dia mais feliz e, ao mesmo tempo, menos feliz da minha vida no 100 maneiras referia-me à primeira vez em que senti genuinamente mixed feelings. Não é que não estivesse à espera, mas não com aquela intensidade. 😐

 

Feliz por ver aparecer; infeliz por ver desaparecer.

Feliz por olhar; infeliz por cortar.

Feliz por provar; infeliz por acabar.

 

🤔🤔🤔

 

Que arte é esta? Será quando temos alguém que pega num conjunto de bons produtos e molda-os num prato aparentemente simples mas com técnicas que ultrapassam a nossa imaginação? Eu penso que sim. 

 

É como num oleiro a moldar o barro ou uma bordadeira a trabalhar o seu tecido. 👨🏼‍🎨

 

iPhone - Foto 2017-06-02 20_15_26.jpeg

"Tu Matas-me" - Será que alguém consegue adivinhar o que é?

 

Ainda assim, quando estamos perante um cozinheiro que pinta o seu prato e quando o prato vem para a mesa eu não posso emoldurá-lo ou utilizá-lo como me der na real gana. Não posso perpetuar a experiência, mesmo que tire 132 fotografias e porque não é algo estritamente visual. Posso sim guardá-la na minha memória mas sabendo que é volátil. Se lá voltasse não ia ser igual, eu sei disso. 🙌🏼

 

iPhone - Foto 2017-06-02 20_24_06.jpeg

"Perfect skin" - Pele de peixe frita, salmonete, paté de sardinha, paté de fígados, escamas de peixe e maionese de caril

 

Mas no meio disto tudo valha-nos o André, o simpático escanção e chefe de sala, que escolheu um vinho branco Quinta do Ameal, casta Loureiro, e um vinho tinto 100 Maneiras By Herdade dos Grous. 👌👌

 

O André agradeceu pela confiança e pelo desafio mas não era necessário… Nós sabíamos que estávamos em boas mãos. 🙏🏼

 

www.instagram.com/patuscada_by_renato_reis

www.facebook.com/patuscadablog

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Favoritos