Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Patuscada

A cozinhar enquanto conto umas histórias e mando umas larachas que não são bem histórias.

Patuscada

A cozinhar enquanto conto umas histórias e mando umas larachas que não são bem histórias.

Chef's Table da Netflix

por Renato, em 31.10.15

20977123.jpg

Subscrevi hoje a Netflix.

Quis adiar este evento para um momento calmo da minha vida, para quando tivesse mais tempo para ver tudo o que tenho para ver. Acontece que, por ter tanta coisa para ver, não tenho tempo para tudo... isto é doentio.

De entre tudo aquilo que tinha planeado ver nos próximos tempos, ainda adicionei mais uma série-documentário à valente lista que tinha feito

Chef's Table, de David Gelb.

Uma temporada (até agora) de seis episódios, cada um deles sobre um chef de cozinha de renome. Eu só vi o primeiro episódio (sobre o Chef Italiano Maximo Bottura, com 3 estrelas Michelin) e parece-me ligeiramente diferente daquilo que poderia estar a pensar. Diria que, em vez de mostrarem um Chef que é interessante pelas coisas que cozinha para os outros, mostram uma pessoa que é interessante só porque cozinha. Eu sei que parece enfadonho mas não é.

A tendência agora é pensar no Chef como um gajo fixe e cheio de estilo que faz espuma de ervilhas ou caviar de banana; em certa parte, irão, talvez, achar isso; de qualquer forma, repito, parece ir um pouco mais longe quando vemos a história contada pelas pessoas comuns que os rodeiam ou pela forma como as banalidades influenciam a sua cozinha.

Para mim, basta-me pensar que se afasta um pouco do formato de programas de cozinha normais e conta a história de pessoas que fascinam através da sua comida. Ah, e não é ficção!

Os protagonistas desta primeira temporada são:

Massimo Bottura (Osteria Francescana in Modena, Italy)

150306002213-culinary-journeys-london-8-exlarge-169.jpg

 

Dan Barber (Blue Hill Restaurant at Stone Barns and in New York City, USA)

USA_080716_149_xxw_xgaplus.jpg

 

Francis Mallmann (El Restaurante Patagonia Sur in Buenos Aires, Argentina)

mallmann.jpg

 

Niki Nakayama (N/Naka Restaurant in Los Angeles, CA, USA)

Food-Chefs-Table-Niki-Nakayama-1829x1254.jpeg

 

Ben Shewry (Attica Restaurant in Melbourne, Australia)

468281-chef-ben-shewry.jpg

 

Magnus Nilsson (Fäviken in Järpen, Sweden)

maxresdefault.jpg

Dica: subscrevam a Netflix, têm um mês à borla, portanto...

Aproveitem!

 

As 7 Receitas que só os fãs de Game of Thrones vão perceber.

por Renato, em 18.10.15

This-Food-Publisher-Makes-Game-of-Thrones-Series-Inspired-Desserts-and-They-are-Terrific4__700.jpg

Estas são as imagens das receitas de um livro que sairá em Novembro. O livro chamar-se-á "All Men Must Dine" e inspirado sabem em quê? Vão perceber...

A verdade é que, se pensarmos bem, alguns dos nomes das personagens não precisam de trocadilhos para chegar a comida, como Brienne of Tart... De qualquer forma e sem muito mais conversa, atenção aos spoilers (para quem ainda não viu a série e ambiciona ver, estou a falar a sério!) e vejam este conjunto de imagens do futuro livro "Game of Scones: All Men Must Dine".

Ned Stark com "A Mão", irónicamente falando

This-Food-Publisher-Makes-Game-of-Thrones-Series-Inspired-Desserts-and-They-are-Terrific2__700.jpg

 

Quem não gosta de surpresas? O Oberyn não...

smashing-surprise-oberyn__700.jpgThis-Food-Publisher-Makes-Game-of-Thrones-Series-Inspired-Desserts-and-They-are-Terrific__700.jpg

 

A Daenerys não sabe o que a espera.

(Estes são só de chocolate)

This-Food-Publisher-Makes-Game-of-Thrones-Series-Inspired-Desserts-and-They-are-Terrific3__700.jpg

 

"Hodor, Hodor!"

This-Food-Publisher-Makes-Game-of-Thrones-Series-Inspired-Desserts-and-They-are-Terrific5__700.jpg

 

"Jaime e Cerci's Family Mess"

This-Publisher-Makes-Game-of-Thrones-Devoted-Sweets-and-They-are-Terrific1__700.jpg

 

E claro, o "Iron Scone"!

This-Food-Publisher-Makes-Game-of-Thrones-Series-Inspired-Desserts-and-They-are-Terrific9__700.jpg

 

Nota final: este último parece bem mais confortável do que o Iron Throne.

Viva!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Bati o record de Bolos de Aniversário!

por Renato, em 17.10.15

Não, não bati...

Basicamente, tive só a sorte de me oferecerem dois bolos de aniversário - poderia pedir mais alguma coisa?

O meu primeiro bolo foi caseiro mas deu trabalho - não a mim! - à minha mãe e namorada. A brincadeira com corantes alimentares resultou neste grande bolo de três cores. As invenções custaram um excelente bolo!

iPhone - Foto 2015-10-14 20_19_09.jpeg

iPhone - Foto 2015-10-14 20_21_37.jpeg

iPhone - Foto 2015-10-14 20_22_47.jpeg

 

A segunda oferenda foi feita por um casal de amigos: o Fábio e a Débora. Tendo sido a Débora que fez, por ser ela a profissional na matéria, fê-lo de forma excepcional. Um grande (de dois andares) e pesado (de quatro quilos) bolo sobre uma das coisas que eu mais gosto: pipocas, claro! Os créditos são da confeitaria As Três Marias e a ela agradeço por este "bolaço" com buttercream e peanut buttercream! :P

iPhone - Foto 2015-10-17 20_16_30.jpeg

iPhone - Foto 2015-10-17 19_46_21 (1).jpeg

Bom fim de semana!

Outono, és tu?

por Renato, em 11.10.15

iPhone - Foto 2015-09-24 20_19_42.jpeg

Desculpem a demora, estava á espera do Outono!

Aguardava, aliás, por Outubro. Este é o mês que eu associo, realmente, ao Outono e também é um dos meses que eu mais gosto - não só porque é o mês do meu aniversário (Alerta Modo Narcísico) - porque é o mês em que mais gente conhecida celebra os anos - não temos todos um mês como este? -; porque é o mês em que ainda faz sol e, ao mesmo tempo, um frio confortável; e porque é o mês da comida com castanhas e batatas-doces.

Quando penso nisto, a reação imediata é ligar o forno para aquecer a casa e, ao mesmo tempo, colocar qualquer coisa lá dentro.

Este Outono que Outubro nos traz tem coisas interessantes por onde se pegar. Há quem diga que o Verão e o Inverno são os extremos das quatro estações do ano, mas os Chineses não pensam assim: diz-se que, para eles, há uma polaridade sazonal bem diferente da nossa, isto é, um Outono que simboliza adversidade e uma Primavera que simboliza regeneração. Em Inglês, há ainda duas formas de tratar o Outono e eu acredito que é por ser uma estação polifacetada, tal como o próprio clima que é característico dela: “Autumn” ou “Fall”. Há quem diga que “Fall” vence “Autumn” em todos os sentidos, por ser um nome mais curto, mais poético e mais pitoresco.

A favor do Outono, na cozinha ligou-se o forno para fazer a bendita da batata-doce; também se ligou o fogão em lume brando e deu-se forte no slow cooking.

Num tacho grande e sem medos, comecei por fazer uma cama de cebola, louro e pimenta não moída.

iPhone - Foto 2015-09-24 19_27_37.jpeg

Tirei a pele a 1 grande batata-doce e cortei às rodelas, todas do mesmo tamanho, e com a grossura de um dedo.

Fiz uma cama de batata-doce por cima da cebola.

iPhone - Foto 2015-09-24 19_32_58.jpeg

Coloquei por cima da batata-doce, duas postas de bacalhau bem grossas.

Não precisei de sal porque sabia, à partida, que o bacalhau já era salgado.

iPhone - Foto 2015-09-24 19_35_08.jpeg

No entanto, tal como já vos tinha dito, algo assim pede pimenta e eu coloquei bastante pimenta.

Lume brando, 40 minutos.

iPhone - Foto 2015-09-24 20_14_37.jpeg

iPhone - Foto 2015-09-24 20_20_05.jpeg

Entretanto, tinha batatas-doces no forno para a sobremesa.

FullSizeRender (2).jpg

E por hoje foi tudo, sem muito trabalho, como requer um bom Domingo.

Bons cozinhanços!

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Favoritos