Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Patuscada

A cozinhar enquanto conto umas histórias e mando umas larachas que não são bem histórias.

Patuscada

A cozinhar enquanto conto umas histórias e mando umas larachas que não são bem histórias.

Onion goggles

por Renato, em 25.02.15

FullSizeRender(1).jpg

 

"Onion goggles. No more tears. Welcome to the 21st Century. You should get a pair." - Phil

 

Estive um fim-de-semana fora e não houve cá cozinhanços para ninguém. Andei por uns sítios de onde trouxe umas ideias que estarão aqui a partir de Domingo. A temática é "De Londres até à Tugalândia": palpites?

 

FullSizeRender.jpg

 

Entretanto vou procurar uns onion goggles para mim. Até lá!

Este dia serve para quê, Sr. São Valentim?

por Renato, em 14.02.15

O Dia dos Namorados e eu sempre fomos, por si só, uma relação complicada e que muitos de vós também já viveram: há anos em que procuramos menus do Dia dos Namorados, marcamos o que nos parece melhor e festejamos com quem queremos partilhar o dia; há anos em que nos apetece pagar - em dinheiro vivo, fresco, sem impostos ou coisa que valha - ao José Freixo e ao pato Donaltim para atazanar o juízo a todos os casalinhos que passeiam e jantam felizes por aí.

Afinal, este dia é especificamente para casalinhos felizes e apaixonados ou apenas para estarmos junto daqueles de quem gostamos de uma forma geral?

Parece que é especificamente para casalinhos felizes e apaixonados: lamento, Sr(a). Solteiro(a).

São Valentim foi um mártir, morto em Roma, supostamente por celebrar casamentos cristãos numa altura em que isso não era permitido. O imperador da altura achava que homens solteiros seriam melhores soldados. Em todo o mundo, este dia é celebrado com corações em chocolate, cartões lamechas, prendas com ursos à mistura.

Mas porquê? Por que razão esta fanfarronice toda só para uma pessoa? Dizem que é a Dopamina, um estimulante natural libertado por uma qualquer área do cérebro para começarmos uma qualquer actividade em troca de ganhar algo em troca... Andamos muito interesseiros, hein? Azar, não a controlamos.

O post de hoje é dedicado a este dia. O post de hoje tem duas receitas rápidas com um objectivo específico: preciso de ir festejar o meu e há que não perder demasiado tempo com cozinhados.

Pela manhã decidi fazer uma torre de panquecas com iogurte grego e morangos.

IMG_3220(1).JPG

Para a massa bati dois ovos, duas colheres de sopa de açúcar amarelo, 80 g de manteiga derretida, 3 dl de leite e 250 de farinha. Para a molhenga juntei uns morangos a um grande iogurte grego natural sem açúcar e mais 1 colher de açúcar amarelo: passei tudo com a varilha mágica e KABOOM!

IMG_3221(1).JPG

 

IMG_3222(1).JPG

Para o almoço, o que fiz poderia chamar-lhe muitos nomes que remetessem para o que vai no ar no dia de hoje, mas decidi chamar-lhe apenas de sopa-de-tomate-com-ovos-escalfados-queijo-parmesão-para-não-comer-à-colher-e-sim-com-pão-torrado.

IMG_3225.JPG

Por ordem: piquei linguiça, 2 dentes de alho, aipo e pus tudo na frigideira; piquei um bom molho de manjericão e deitei lá para dentro; sal, pimenta e uma colher de sopa de açúcar; 2 latas de tomate para a frigideira e deixei apurar; queijo parmesão; provei; rectifiquei; 3 ovos a escalfar com queijo parmesão por cima; tapei e deixei  ferver por mais uns minutos. Desliguei o fogão e comemos.

IMG_3226.JPG

Ide partilhar o dia com alguém, ide!

Bom Sábado.

O chocolate está a acabar?

por Renato, em 07.02.15

Se o chocolate está a acabar eu ainda não notei. Pelo sim ou pelo não, hoje gostava de fazer uma Ode ao chocolate, mas não tenho lá muito jeito para escrever Odes. O que posso fazer em relação ao chocolate é falar sobre ele, mas como só falar é ingrato para os sentidos, terá que se tratar por tu de outra forma.

O chocolate vem do cacaueiro. Quem pôs o nome cacaueiro à árvore que dá o cacau, deu-lho bem: cacaueiro, que em latim se diz theobroma cacao, significa "alimento dos deuses". Já lá dizia Álvaro de Campos: "(...) Olha que não há mais metafísica no mundo senão chocolates.". Quando como chocolate, por si só, não descubro a essência do meu ser ou qualquer coisa que se pareça, no entanto, é uma coisa meio viciante, meio prazerosa e meio simples de se provar; é quase como se o chocolate subisse a um palco qualquer para tocar um bocado de blues ao longo de toda a noite e no final fossemos para casa bem abrigados e quentes nessa noite de Inverno rigoroso.

Normalmente, naqueles dias em que estou triste e insatisfeito com a vida, vou dar uma volta para procurar a felicidade... Normalmente, volto para casa com cinco caixas de chocolate.

Este bolo que hoje fiz não foi uma busca de felicidade, foi mesmo um momento de gula desenfreada. Venderam-me uma receita de bolo de chocolate e quando se está no trabalho ao fim do dia, quase todas as propostas de eventos que pressuponham comida são tentadoras. Foi o que aconteceu...

Num tacho em lume brando juntei 6 gemas, 200 g de açúcar, 100 g de manteiga -  fui mexendo; quando tudo ficou com um tom amarelado e uniforme juntei 250 g de chocolate para derreter -  mexi até formar um grande buraco negro de comer à colher.

IMG_3202.JPG

Juntei 50 g de farinha ao buraco negro.

À parte bati as claras em castelo e depois juntei-as ao buraco negro; envolvi bem devagar.

IMG_3203.JPG

Foi ao forno a 200º - é importante que o forno já esteja a esta temperatura - durante 12 minutos - ou 15 minutos, dependendo do forno.

IMG_3204.JPG

A ideia é ficar com a crosta por cima, bem mole por dentro e mais líquido noutros no meio. Este meu não ficou líquido, mas ficou bem mole... Menos um ou dois mínutos no forno não lhe tinham feito nada mal.

Não ficou bonito depois de o desenformar, ficou meio trapalhão. Neste aspecto, posso alegar que, há uns dias atrás, ouvi que comida não é para olhar, é para comer.

Foi o que fiz.

Bom fim-de-semana!

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Favoritos